Política

Contra infecções, dentistas poderão ser obrigatórios em UTI’s

Assistência pode reduzir tempo de internação

Midiamax Publicado em 07/07/2017, às 11h22

None

Assistência pode reduzir tempo de internação

Profissionais de odontologia podem ser agregados a equipe multidisciplinar que atua nas UTI’s (Unidades de Terapia Intensiva) de Mato Grosso do Sul. Medida está prevista em lei aprovada pelos deputados estaduais, que aguarda sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Lídio Lopes (PEN), autor da proposta, esclareceu que assistência como assepsia e medicações tendem a reduzir em um terço o tempo de internação. Isso porque profissionais conseguiriam diagnosticar possíveis infecções bucais e tratá-las antes de sua evolução.

Com caráter preventivo e emergencial, a norma será extensiva aos hospitais públicos e privados do Estado. Quando sancionada, a lei prevê prazo de 120 dias para efetivamente entrar em vigor.

Prevenção nas escolas

Renato Câmara (PSDB), por sua vez, vinculou projeto a instituição de medidas preventivas contra doenças ocupacionais entre professores e servidores da educação. Segmento, junto com a saúde, representa maior número de pedidos de afastamento no serviço público.

Justificativa consiste em se informar e adotar meios preventivos junto aos profissionais para reduzir incidência de doenças ocupacionais como desgaste na coluna, voz, assédio moral, agressões físicas, emocionais e Síndrome de Burnout, que é o estresse crônico decorrente das condições de trabalho.

Jornal Midiamax