Política

Com Temer internado, aliados querem que Rodrigo Maia dê posse a Marun

Peemedebistas articulam agilidade na nomeação como ministro

Ludyney Moura Publicado em 14/12/2017, às 13h35

None

Peemedebistas articulam agilidade na nomeação como ministro

Mesmo com a confirmação da suspensão da agenda do presidente Michel Temer (PMDB), em virtude de seu estado de saúde, que incluía nomeação de Carlos Marun (PMDB) como novo ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, aliados querem encontrar uma forma da cerimonia acontecer ainda nesta quinta-feira (14).

De acordo com o líder da bancada peemedebista na Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Rocha, a cúpula do PMDB em Brasília tenta encontrar uma forma para que a cerimônia de posse seja conduzida pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A informação foi repassada a Rocha pelo deputado estadual Marcio Fernandes (PMDB), que foi a Brasília com um grupo de cerca de 130 sul-mato-grossenses prestigiar a posse de Marun no ministério.

O problema que a cúpula do PMDB e partidos aliados de Temer tentam solucionar é o fato que o presidente não está afastado, o que não permitiria a Maia assumir sua função.

Além de Fernandes, outros peemedebistas como o ex-governador André Puccinelli e o deputado estadual Renato Câmara estão na comitiva que foi a Brasília prestigiar a posse de Marun. 

Jornal Midiamax