Política

Cel. David quer manter apoio a Bolsonaro, mas pode trocar PSC pelo PSD

Deputado chegou a ser cogitado para assumir a Sejusp

Ludyney Moura Publicado em 19/12/2017, às 13h42

None

Deputado chegou a ser cogitado para assumir a Sejusp

Após ter a indicação de seu nome descartado para assumir a Sejusp-MS (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), o deputado estadual Coronel David, pode estar de saída não só da Assembleia Legislativa, mas também do PSC, e sua nova legenda por ser o PSD.

Primeiro suplente de uma vaga de deputado estadual, David deixa a Assembleia ainda essa semana, já que o titular da vaga que ele ocupa, José Carlos Barbosa, o Barbosinha (PSB), está de saída do comando da Sejusp e vai retomar o mandato.Cel. David quer manter apoio a Bolsonaro, mas pode trocar PSC pelo PSD

Nesta terça-feira (19), durante a sessão na Assembleia Legislativa, o deputado pelo PSC revelou que foi convidado pelo ministro Gilberto Kassab, presidente nacional licenciado do PSD, para trocar de partido.

O mesmo convite já havia sido feito pelo presidente regional do PSD, o secretário de governo da Prefeitura de Campo Grande, Antônio Lacerda. O próprio prefeito Marquinhos Trad (PSD) seria favorável à chegado do novo filiado.

“O Marquinhos vê com bons olhos essa minha ida par o partido dele. A única coisa que impus ao Kassab é que já tenho compromisso com Bolsonaro”, disse David, referindo-se ao deputado federal Jair Bolsonaro, que também deve deixar o PSC para disputar a presidência da República em 2018.

Mesmo preterido pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para comandar a Sejusp, David alega que se manterá na base aliado do tucano enquanto permanecer na Casa, o que deve durar pouco, já que Barbosinha deixa oficialmente a secretaria amanhã, quarta-feira (20).

De acordo com David, o dirigente nacional do PSD, Kassab, já teria dado aval para que o novo filiado apoie Bolsonaro mesmo trocando de legenda. De qualquer forma, uma possível mudança de partido só deve acontecer em março de 2018, e o ex-comandante da Polícia Militar em Mato Grosso do Sul revela que no próximo ano vai se concentrar na campanha para uma cadeira, dessa vez como titular, na Assembleia. 

Jornal Midiamax