Política

Azambuja critica presidente do PSDB e pede eleição no partido

Governador criticou ‘decisão pessoal’ de senador cearense

Ludyney Moura Publicado em 21/08/2017, às 15h22

None

Governador criticou ‘decisão pessoal’ de senador cearense

O clima interno no ninho tucano, dividido quanto ao apoio ao governo do presidente Michel Temer, motivou críticas do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ao presidente nacional do partido, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

“Partido é plural. Tem que ouvir a todos e não colocar decisão pessoal como prioridade do partido sem ao menos conversar”, disparou Azambuja.Azambuja critica presidente do PSDB e pede eleição no partido

A cisão do partido, segundo o próprio Reinaldo, ficaram ainda mais expostas depois que a propagando do partido em rede nacional, na última semana, criticou o governo Temer e defendeu implementação do regime parlamentarista no país.

Partidos aliados de Temer querem que o peemedebista retire dos tucanos importantes ministérios, como o da Cidades, que possui um dos maiores orçamentos da União, já que o PSDB, em seu programa oficial, não poupou críticas ao governo.

Ao defender eleição para escolha do presidente nacional do PSDB, Reinaldo disse que o assunto precisa ser resolvido pelo ‘presidente Aécio (Neves)’, ex-presidente nacional da sigla, afastado do comando do diretório após a delação da JBS, que inclusive chegou a afastá-lo temporariamente do mandato como senador.

Nesta segunda-feira (21), críticos de Tasso devem se reunir em Brasília com Aécio para buscar uma alternativa para o comando da sigla. Azambuja já afirmou que o governador de Goiás, Marconi Perillo, será seu porta-voz no encontro dos tucanos. 

Jornal Midiamax