Política

Após reunião, vereadores derrubam apenas um veto de Marquinhos Trad na LDO

Parlamentares querem transparência em tempo real

Evelin Cáceres Publicado em 15/08/2017, às 16h43

None

Parlamentares querem transparência em tempo real

Apesar de vetar todas as emendas encaminhadas pelos vereadores de Campo Grande à LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), os parlamentares resolveram derrubar apenas uma delas: a que pede a publicação da Receita Corrente Líquida diariamente na Transparência municipal. A decisão foi tomada nesta terça-feira (15) em sessão na Câmara.

De acordo com João Rocha (PSDB), presidente da Casa, houve uma reunião dele com o secretário municipal de Finanças, Pedro Pedrossian Neto, que explicou que as emendas seriam impositivas, por isso foram vetadas.

“Vamos continuar a debater essas questões tidas como impositivas, mas entendemos que agora não é o momento”, disse Rocha. 

Reunião

De acordo com o que Pedrossian Neto declarou nesta segunda, das 43 emendas incorporadas pelo relator João Cesar Mattogrosso (PSDB), 22 foram vetadas pelo prefeito Marquinho Trad.Após reunião, vereadores derrubam apenas um veto de Marquinhos Trad na LDO

Entre as emendas desaprovadas pela prefeitura, segundo o secretário, está o chamado “orçamento impositivo”, a exigência de detalhamentos supostamente exagerados de despesas, a construção de uma passarela e a divisão da coleta de lixo em sete regiões.

“Acredito que a Câmara manterá todos os vetos. O relacionamento com a prefeitura é muito bom”, adiantou o secretário. A LDO é um dos projetos mais importantes do primeiro semestre. Ela orienta a elaboração e execução do orçamento do próximo ano.

Jornal Midiamax