Política

Vereadores combinaram tempo menor de sessão para se dedicar à campanha

25 de 29 parlamentares tentam reeleição

Ludyney Moura Publicado em 06/09/2016, às 15h46

None
montagemvereadores.jpg

25 de 29 parlamentares tentam reeleição

A primeira sessão da semana na Câmara da Capital começou pouco antes das 10h desta terça-feira (6) e terminou pouco depois das 11h15, com presença de 10 dos 29 vereadores. Até o final da campanha, na qual 25 tentam a reeleição, está deverá a realidade.

Segundo o vereador Vanderlei Cabeludo, líder da bancada do PMDB na Casa, os parlamentares acordaram suprimir, enquanto durar a campanha, discursos e falas, para reduzir o tempo de sessão, para facilitar dar mais tempo de convencimento do eleitorado aos que tentam se reeleger.

“A gente está fazendo o possível para conciliar campanha com a sessão. Às vezes tempo um compromisso antes da sessão, e é natural um tempo mais curto. Mas, vamos cumprir o rito normal”, disse Cabeludo.

Com candidatura impugnada, mas tentando reverter a decisão, o vereador Otávio Trad (PTB), destacou que no atual momento do país a população está mais atenta à atuação dos parlamentares.

“Às vezes chego um pouco mais tarde, porque é complicado conciliar a presença na sessão com os compromissos de campanha. Mas, somos pagos e precisamos cumprir nosso papel”, destacou o petebista que afirma fazer questão de estar presente nos dias de sessão.

O vereador José Chadid (PSDB), líder da bancada tucana, pontuou que alguns colegas chegam mais cedo, outros mais tarde, mas não deixam de comparecer. “A gente tem um salário para honrar”, emendou o tucano.

Francisco Saci (PTB) reconhece que até o fim da campanha o tempo de sessão na Câmara será mais curto. “E faço questão de vir porque a população está de olho”, finalizou.

Jornal Midiamax