Política

Vereador lamenta que ‘seu candidato’ Giroto não seja prefeito e ataca Bernal

Vereadores usaram a tribuna para defender o PMDB

Evelin Cáceres Publicado em 04/08/2016, às 16h29

None
carlao.jpg

Vereadores usaram a tribuna para defender o PMDB

O vereador Carlão (PSB) usou a tribuna nesta quinta-feira (4) para defender Edson Giroto atacando o prefeito da Capital Alcides Bernal (PP). “Campo Grande perdeu muito quando o meu candidato Giroto perdeu a eleição e este Bernal ganhou. Nossa Capital só regrediu nesses quatro anos”, sentenciou.

Preso durante a Operação Lama Asfáltica, Edson Giroto foi secretário de Obras de Campo Grande e do Estado durante a gestão de André Puccinelli. EM 2012, ele filiou-se ao PMDB para concorrer as eleições e ser o sucessor de Nelsinho Trad, mas perdeu as eleições para Bernal.

A defesa do ex-secretário foi feita motivada pela fala de Roberto Durães (PSC), que disse ter apresentado um projeto nos últimos dias, porém nada teria sido divulgado pela imprensa. “Não saiu nada na mídia porque a maioria é comprada por esta pessoa que se chama Alcides Bernal”, acusou.

Carlão defendeu Giroto e afirmou que o ‘julgamento’ de Bernal está marcado para o dia 2 de outubro, dia das eleições municiais neste ano. “E não adianta ficar entregando jornalzinho de madrugada falando quem votou pela cassação e qual é investigado, nós já sabemos disso”.

Paulo Siufi (PMDB) afirmou que “o cara que mora ali na Afonso Pena acabou com todo o trabalho que o PMDB fez em 20 anos”, elogiando o partido. “Ouvimos que a maioria que votou nele se arrependeu, pelo que a gente escuta nas ruas, dizem que foram enganadas por esta voz aveludada”, emendou.

Jornal Midiamax