Política

Vereador conversa com governador, mas não sabe se assume lugar de Marquinhos

Ele é suplente na Assembleia Legislativa

Midiamax Publicado em 15/11/2016, às 11h44

None
siufi_2.jpg

Ele é suplente na Assembleia Legislativa

O vereador Paulo Siufi (PMDB) prorrogou sua decisão de assumir ou não a vaga do deputado estadual e prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD) na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul). Ele disse nesta manhã, que vai definir seu rumo político somente em janeiro de 2017. Siufi relatou que já conversou com o governador Reinaldo Azambuja como estava previsto, mas mesmo assim protelou sua decisão.

Em entrevista na semana passada, o vereador reeleito no pleito desde ano, havia dito que iria tomar esta decisão nesta semana. “Já conversei com o governador, foi um encontro muito tranquilo, onde ele se mostrou bastante solícito e disposto e me apoiar em minha escolha. Falei com o presidente do meu partido, o deputado Junior Mochi e agora estou dialogando com meus eleitores”.

Siufi enfatizou que teve uma queda considerável de votos neste ano e isso deve ser levado em conta. “Sei que muitos fatores contribuíram para esta diminuição e que também não foi somente comigo, mas estou analisando tudo. Estou conversando com os segmentos que me apoiaram e anotando um a um quem quer que eu fique como vereador, que eu vá para Assembleia e até quem acha que eu deva deixar a política”.

Paulo relatou que vai tomar posse como vereador e depois decidir de fato seu caminho. “Defini por esperar um pouco mais para bater o martelo em minha decisão. Vou tomar posse ao cargo que fui reeleito, participar da escolha da presidência da casa de leis municipal, acompanhar os andamentos deste primeiro mês entre nova legislatura e novo executivo e antes da data de iniciar os trabalhos na Assembleia decidirei realmente”.

Tanto a posse dos vereadores e a definição da mesa diretora da Câmara Municipal de Campo Grande devem ocorrer no dia 1º de janeiro de 2017.

Pela ordem de sucessão, com a eleição do deputado estadual Marquinhos Trad como prefeito de Campo Grande, quem assumiria a vaga na Assembleia seria a vereadora de Dourados Délia Razuk, atualmente do PR, mas anteriormente PMDB. Esta foi eleita prefeita do município e o próximo da lista é Siufi.

Se Siufi se tornar deputado estadual, quem entra em seu lugar na Câmara de Vereadores é o Dr. Wilson Sami (PMDB), que está na expectativa da decisão de Siufi para ingressar na casa de leis municipal, após a quarta tentativa.

No pleito deste ano, Siufi recebei 2.610 votos e Sami obteve 2.608 votos, uma diferença de apenas dois votos.

Jornal Midiamax