Política

Tucanos negam disputa, mas estão dispostos a presidir a Câmara

Rocha disse que 29 eleitos têm chances de comandar a Casa

Ludyney Moura Publicado em 26/10/2016, às 14h20

None
camara_cg.jpg

Rocha disse que 29 eleitos têm chances de comandar a Casa

O atual presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador João Rocha (PSDB), revelou que os 29 parlamentares eleitos para a próxima legislatura podem disputar a presidência da Casa, que será logo no começo do próximo ano. 

“No dia 1º (de janeiro de 2017) logo após a solenidade de posse a gente vem para Câmara para definir essa questão (presidência)”, afirmou João Rocha.

O tucano evitou afirmar que é candidato à reeleição, e destacou que será preciso um consenso para escolha do próximo presidente, que pode ser ele mesmo.

Na Câmara, alguns interlocutores da presidência levantaram a hipótese do vereador eleito mais votado, o policial federal André Salineiro (PSDB), disputar o comando da Casa para o próximo biênio.

“Não pretendo lutar por ela (presidência), mas se os colegas vereadores optarem em meu nome para desempenhá-la, farei com muita responsabilidade, não vejo óbice nenhum em um estreante ocupar essa função, pelo contrário, representaria a vontade da maioria das pessoas que optaram por renovação, e porque não renovar também o cargo de Presidente?”, argumentou Salineiro. 

João Rocha ainda explicou que a definição da futura Mesa Diretora poderá acontecer por consenso ou por eleição. Segundo ele, na história da Câmara chapas chegaram a ser montadas para disputa da presidência e cargos da diretoria. “A base de tudo é a conversa e o bom senso”, finalizou o tucano. 

Jornal Midiamax