Política

Transição: com déficit, prefeitura só tem dinheiro para pagar contas do mês

Por mês o município convive com déficit de R$ 25 milhões

Ludyney Moura Publicado em 21/11/2016, às 15h46

None
23d475af-4c55-4ede-aebf-07a45d60cc76.jpg

Por mês o município convive com déficit de R$ 25 milhões

O encontro entre o atual prefeito, Alcides Bernal (PP), e o prefeito eleito de Campo Grande, deputado Marquinhos Trad (PSD), e suas respectivas de transição, terminou com revelação de que o déficit mensal nas contas da prefeitura gira em torno de R$ 25 milhões a R$ 30 milhões.

“A Prefeitura tem dinheiro em caixa suficiente para pagar as contas do mês. No passado tínhamos dinheiro para dois ou três meses de gastos”, afirmou o economista Pedro Pedrossian Neto, integrante da equipe de transição de Marquinhos.

Bernal revelou, por meio de sua assessoria, que durante o encontro serviu para detalhamento da ‘situação financeira do município, diante dos impactos sofridos com os aumentos de despesa ocorridos em 2012 e do crime cometido pela quadrilha que passou pela prefeitura de março/2014 a agosto/2015’.

Marquinhos destacou que apesar das dificuldades apresentadas, ele voltou a pedir a Bernal reajuste zero na tarifa do transporte coletivo urbanos e apenas reposição inflacionária no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

“O prefeito (Bernal) está muito bem intencionado. Acredito que vai deixar a cidade em ordem”, frisou Marquinhos no final do encontro.

O deputado e sua equipe de transição destacaram ainda o clima ‘harmonioso’ da reunião, e revelaram que questões como a merenda escolar para o início do próximo ano letivo ficarão ‘encaminhadas’ pela atual gestão.

As equipes de Bernal e Marquinhos voltarão a se encontrar às 15hs desta segunda-feira para mais uma reunião de trabalho. A intenção é identificar ações que possam solucionar o atual déficit mensal nas contas do município. 

Jornal Midiamax