Sem mandato e com risco de desemprego, secretário quer vice

Filha será oferecida como opção
| 17/01/2016
- 15:14
Sem mandato e com risco de desemprego, secretário quer vice

Filha será oferecida como opção

O secretário de Governo de Alcides Bernal (PP), Paulo Pedra (PDT), está disposto a brigar no partido para apoio a atual gestão. Pedra quer convencer os colegas de sigla que apoiar Bernal seria a melhor estratégia para fortalecer a sigla e eleger mais vereadores.

Pedra perdeu o mandato recentemente, com acusação de compra de voto. Ele tem como primeira opção recorrer da decisão e disputar, novamente, um mandato de vereador. Caso não consiga, o plano B seria a indicação da filha para o cargo.

O secretário cita a empresária Vivian Pedra como uma boa opção para o prefeito, que provavelmente deve disputar a reeleição. Para isso, precisa convencer Bernal e principalmente o deputado Felipe Orro (PDT), que deseja ser candidato a prefeito de Campo Grande.

Pedra não sabe por quanto tempo ficará no cargo de secretário, visto que tornou-se inelegível com a cassação do mandato. Ele está seguro por boa vontade de Bernal, que decidiu mantê-lo até que se acabe as chances de recurso.

Na avaliação de Pedra, o partido tem condições de eleger três ou quatro vereadores, bem como emplacar um vice, que segundo ele também pode ser Tereza Namme e outro secretário de Bernal, Dirceu Peters.

O PDT também tem como opção o presidente estadual do partido, , que segundo Orro, desistiu da campanha. Orro minimiza as investidas de Pedra, alegando que ele está defendendo a aliança com Bernal porque não tem mais mandato e, por isso, teria interesse. 

Veja também

Projeto já recebeu três pedidos de vistas e está na ordem do dia desta quinta-feira (11)

Últimas notícias