Política

Reflexo de delação de Delcídio, investigação sobre Lula é enviada a Justiça Federal

Investigação vai a Brasília por determinação do STF

Joaquim Padilha Publicado em 04/09/2016, às 14h10

None
lula.jpg

Investigação vai a Brasília por determinação do STF

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Teori Zavascki, determinou que as investigações sobre Lula sejam enviadas à Justiça Federal, em Brasília. A determinação é um reflexo da delação feita pelo ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido), que apontou que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) teria negociado para a compra de silêncio do operador do mensalão, Marcos Valério.

No depoimento, feito pelo ex-senador em fevereiro deste ano, Delcídio diz que quando era presidente da CPI dos Correios, entre 2005 e 2006, foi procurado por Marcos Valério que ameaçou entregar o PT caso o partido não pagasse uma dívida de R$ 220 milhões com o operador do mensalão.

A dívida teria servido para comprar o silêncio de Valério sobre o esquema de corrupção, e teria sido paga por empreiteiras envolvidas nos esquemas de desvio de dinheiro da Petrobrás, revelados pela Operação Lava-Jato. A suspeita de participação de Lula na negociação, junto do ex-ministro Antonio Palocci, levou ao envio da investigação sobre o ex-presidente à Justiça Federal.

O envio foi solicitado pela Procuradora-Geral da República, e revelado pelo site da revista Veja neste sábado (3), após a aquiescência do relator da Operação Lava-Jato, Teori Zavascki. Esta é a primeira vez que os esquemas do mensalão e do petrolão aparecem juntos em uma mesma investigação, desde o início da Lava-Jato.

Jornal Midiamax