Política

PSC se limita a advertir vereador que mentiu e ofendeu mãe de Bernal

Roberto Durães fez discurso polêmico na última terça-feira

Midiamax Publicado em 09/05/2016, às 12h48

None
Foto: Divulgação Câmara Municipal

Roberto Durães fez discurso polêmico na última terça-feira

A cúpula do partido PSC em Mato Grosso do Sul decidiu aplicar uma advertência pública ao vereador Roberto Durães, representante da sigla na casa de leis municipal. A medida foi tomada em virtude da fala do parlamentar na última terça-feira, em que disse conhecer muito bem a mãe do Prefeito Alcides Bernal (PP), inclusive embaixo do edredom. A reunião estava prevista para esta segunda, mas foi adiantada devido a repercussão do fato.

O PSC é o partido do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que tem histórico de envolvimento em polêmicas em função de seus discursos. A fala do vereador, durante a sessão, causou muitos debates e diversas pessoas pediram que seu mandato fosse cassado. Segundo o presidente municipal da legenda, Jaber Candido, esta medida extrema só poderia ser aplicada se ele fosse reincidente nos deslize e este é o primeiro de Durães.

“O parlamentar neste caso, é réu primário, ou seja, este é o seu primeiro deslize e desta forma, não podemos aplicar uma medida mais drástica, mas se por um acaso for reincidente, ai tomaremos atitudes mais específicas”, explicou o presidente.

Ainda segundo Cândido, a reunião foi adiantada por causa da polêmica. “Decidimos realizar a reunião no final de semana, por que muita gente estava ligando para nós e pedindo um posicionamento e uma explicação do partido. Nos reunimos na manhã de sábado e decidimos pela advertência pública, que é deixar claro que o PSC reprova totalmente a atitude do vereador, principalmente pelo fato de que este é um dos principais pilares que defendemos, a família”.

Jaber relatou que participaram da reunião, a executiva estadual, municipal e o Conselho de Ética do partido. Ainda segundo ele, houve uma primeira reunião com os dirigentes, inclusive o deputado estadual da legenda, Coronel Davi e depois conversaram com Durães que explicou o fato por estar com a cabeça quente, devido ao prefeito ter chamado todos da Câmara de corja.

A fala que causou revolta foi “Eu conheço muito a senhora mãe dele, viu? Eu conheço demais aquela senhora mãe dele… como eu conheço… já que é uma corja, fala pra mãe dele quem sou eu, ainda mais no silêncio dos edredons…". O vereador pediu para retirar o trecho da gravação da casa e nada sofre, por parte da Câmara Municipal.

O representante da sigla na Capital, disse que fizeram uma nota para constar a decisão, mas a mesma não foi vista publicada em nenhum lugar, sendo enviada via whatsApp para a reportagem do Jornal Midiamax. O encontro foi ocorreu na sede do partido em Campo Grande.

“Confira a nota na íntegra

O Partido Social Cristão vem a público com fulcro ao Art. 16…10, após reunião para tratar os fatos amplamente divulgados pela mídia, ocorridos na Câmara Municipal de Campo Grande, envolvendo o parlamentar Vereador Roberto Durães, nosso representante naquela casa de leia, comunicar que o por defender valores da família, reprova qualquer fala de seus representantes que venha atingir esse que é um dos principais pilares de nossa sociedade, a família. E por isso, deliberou por aplicar o art. 14, alínea A – Advertência Pública nos termos de estatuto”.

Jornal Midiamax