Política

Paulo Dolzan segue internado na UTI do Hospital Proncor na Capital

Ele está em coma após cirurgia para tratar de uma diverticulite

Midiamax Publicado em 06/05/2016, às 19h44

None
Paulo e Mara Dolzan (Foto: Arquivo Pessoal Facebook)

Ele está em coma após cirurgia para tratar de uma diverticulite

O advogado e empresário Paulo Renato Dolzan, 68 anos está internado a mais de 15 dias no Hospital Proncor de Campo Grande. Ele foi diagnosticado com diverticulite e segue em coma desde a cirurgia de emergência. As informações foram repassadas pela sua esposa, a empresária Mara Dolzan, 65 anos.

Segundo Mara Dolzan, Paulo estava tratando de uma dengue e começou a sentir um mal estar e dores no abdômen. “Após ele sentir essas dores, o levamos para o hospital e rapidamente os médicos diagnosticaram como sendo diverticulite, que é uma infecção no intestino e foi visto que já estava em estado avançado”.

A empresária também relatou que após a constatação do problema, foi feita uma cirurgia de emergência e desde então ele segue internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no hospital. “Logo após o procedimento cirúrgico, ele entrou em coma induzido e está sendo tratado. Os médicos nos falaram que nos últimos dois dias ele vem apresentando melhora e estão tentando retirar os aparelhos, mas é bem lentamente para não correr riscos”.

Mara destacou que ontem, ele inclusive já abriu o olho. “Estamos muito confiantes e de fato esta tendo melhor. Os médicos disseram que pelo estado que ele chegou, esta pequena melhor já é um grande avanço. Pra nós o fato dele ter aberto os olhos já é de grande alegria e estamos confiantes na sua recuperação, principalmente pelas corrente de orações que estamos fazendo”

Paulo é conhecido no meio político por estar sempre envolvido de alguma forma com a política. Ele foi filiado por vários anos no PDT, mas após problemas com o agora secretario de governo do Prefeito Alcides Bernal (PP), Paulo Pedra (PDT), ele deixou o partido. Na eleição de 2014, ele concorreu ao cargo de deputado estadual pelo PTN, mas não foi eleito.

Jornal Midiamax