Política

Parceria para eleição provoca ‘briga de casal’ entre senadora e deputado

Casal não está falando a mesma língua

Midiamax Publicado em 28/02/2016, às 14h20

None
wmx-640x307x4-543471503b0993b3596eeb526e793f4aa7e0290f37fae.jpg

Casal não está falando a mesma língua

A relação política entre a senadora Simone Tebet (PMDB) e o esposo, deputado Eduardo Rocha (PMDB), está sofrendo ligeiro desgaste quando o assunto é Três Lagoas. Não chega a ser uma briga de casal, mas os dois não andam falando a mesma língua.

A convivência na Assembleia acabou ajudando a aparar as arestas entre os deputados Eduardo Rocha e Ângelo Guerreiro (PSDB). Eles eram rivais em Três Lagoas há muitos anos e a relação ficou ainda mais tensa na última eleição, quando o casal Tebet e Rocha investiu pesado e derrotou Guerreiro, então favorito, na disputa pela prefeitura, reelegendo Márcia Moura (PMDB).

Guerreiro deu o troco e foi o deputado mais votado em Três Lagoas. Os dois se elegeram e o município acabou ganhando dois deputados. Mais próximo, Rocha não descartou aliança com Guerreiro para Três Lagoas. O tucano, por sua vez, preferiu dizer que não tinha interesse porque o povo não aceitaria.

O tempo passou e poucos meses depois o deputado já apareceu com discurso diferente na Assembleia, lembrando que o PMDB é aliado de Reinaldo Azambuja (PSDB), o que poderia interferir na decisão pessoal dele.

Até aí, tudo bem, visto que a dupla parece caminhar para o entendimento. O problema, no entanto, está na vontade de Simone Tebet (PMDB). Ela é contra a aliança com guerreiro e já marcou posição. Indagada se apoia a aliança e faria a campanha, a senadora foi direta, repetindo um “não”, sem mais conversa. Apesar de discordar, Simone disse que a decisão será do diretório municipal, comandado por Rocha. 

Jornal Midiamax