Política

Movimentos pró-impeachment fazem ‘carreata da vitória’ no centro de Campo Grande

Eles estão em frente ao MPF

Jessica Benitez Publicado em 31/08/2016, às 21h49

None
14137805_10205832301560790_202181799_n.jpg

Eles estão em frente ao MPF

Com direito a queima de fogos, grupo de cerca pouco mais de 20 pessoas se reuniu no Obelisco, na Avenida Afonso Pena, comemora o impeachment da ex-presidente da República Dilma Rousseff (PT). Conduzidos por trio elétrico os manifestantes são os mesmo que acamparam em frente ao MPF (Ministério Público Federal) para onde eles se encaminham nesta noite.

O presidente da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso do Sul), Mansour Karmouche, está no ato batizado como 'Carreata da Vitória'. “É um momento importante que foi a virada da página. Momento da sociedade refletir sobre as escolhas de seus representantes. Não foi um golpe”, disse ressaltando que um dos pedidos para a saída da petista foi da OAB.

Quanto ao presidente Michel Temer (PMDB), ele acredita que caberá ao peemedebista o maior desafio, já que deverá mostrar maior habilidade na administração. “Vai ter que mostrar que é diferente”. Sirlei Ratier, coordenadora do movimento Pátria Livre e integrante do Reaja Brasil, analisa ser um marco na história do País.

Contudo, revela que a satisfação não está completa, tendo em vista que a votação para a saída de Dilma foi feita em fases e os direitos políticos dela foram preservados. Sobre o novo chefe do Executivo, ela opina que o Brasil tem que dar forças a ele. “Pata o País caminhar, se levantar e se reestruturar economicamente”.

Jornal Midiamax