Política

Lós avalia que processo da Coffee Break não deve atrasar na 1ª instancia

Para presidente do TJMS rotina de fórum pode garantir celeridade

Ludyney Moura Publicado em 14/09/2016, às 12h56

None
joao_maria_los.jpg

Para presidente do TJMS rotina de fórum pode garantir celeridade

O presidente do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), desembargador João Maria Lós, comentou nesta quarta-feira (14), durante agenda pública na Capital, sobre remessa dos autos da Operação Coffee Break da 2ª para 1ª instância.

“Acredito que não vai haver demora por ter ido para o 1º grau. Isso é um procedimento normal, e acho que pode até haver agilidade maior”, frisou o desembargador.Lós avalia que processo da Coffee Break não deve atrasar na 1ª instancia

Lós pontuou que os juízes de primeiro grau têm a seu dispor toda uma estrutura diária de rotina processual, o que pode acelerar a tramitação do processo.

O desembargador acredita que as defesas já anexadas ao procedimento não deverão iniciar novamente. O presidente do TJ ainda afirmou que na Corte não há uma estrutura para realização de audiência, como existe no Fórum.

 “O juiz deve consultar os advogados para ver se querem acrescentar alguma coisa e ai dar prosseguimento. Não havendo, as partes referendam o que já pactuado e tocam o projeto para frente”, finalizou Lós. 

Jornal Midiamax