Política

Governador diz que é cedo discutir reajuste do servidores

Ele falou em agedna pública nesta manhã

Midiamax Publicado em 21/10/2016, às 15h07

None
indice.jpeg

Ele falou em agedna pública nesta manhã

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), falou nesta manhã de sexta-feira (21), sobre a reajuste do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) de 2017. Ele afirmou que será o mesmo realizado para este ano de 2016, que foi de 1%. Na ocasião, ao ser questionado sobre previsão de reajuste dos servidores para o próximo ano, Azambuja destacou que é cedo para discutir esse assunto.

“O reajuste do IPVA é o mesma que está valendo par este ano, não mudamos, a alíquota permanceu e pemanece o mesmo percentual de desconto. Não teve nenhuma mudança na área ttributária para o ano de 2017. Estamos mantendo os mesmo valores por que a gente entende que com aquilo que foi feito em 2015 que valeu para 2016 a gente pode conseguir o equilíbrio do ano que vem das finanças publicas”, destacou o governador.

O IPVA, para quem efetuar pagamento à vista, terá desconto de 15%. Os boletos começam a ser emitidos na segunda semana de novembro. Até o dia 30/11 todos os contribuintes receberão os carnês em sua residências.

Além da possibilidade de pagar a vista e com desconto, o contribuinte tem a opção de efetuar o pagamento de forma parcelada em cinco vezes, já disposta no boleto. Em caso de dúvidas, os contribuintes podem entrar em contato com o help desk da SGI pelo telefone (67) 3318-3600 em horário comercial ou se dirigir às Agências Fazendárias (Agenfas) nos municípios.

Servidores

Com relação ao reajuste dos servidores, Reinaldo Azambuja, disse ser cedo para falar sobre o assunto, mas ressaltou que tudo vai depender do cenário econômico. “Está mutio cedo para discutir esse assunto, a data base é maio. Isso tudo vai depender do cenário da economia. Eu posso dizer que aquilo que nós fizemos de compromisso para o servidor em 2016 está sendo integralmente cumprido, inclusive nessa quinta-feira nós anunciamos para o setor da educação e no ano que vem vamos discutir para todas as categoias qual possivel percentual de reajuste para todos os servidores públicos do estado”.

No encaminhamento citado pelo governador, junto aos professores, foi acertado reajuste de 5,92% para professores da rede estadual de ensino. “Não é só pagar o melhor salário, mas é todos nós termos trabalharmos para uma melhor educação pública. O cumprimento desses compromissos com a categoria reforça ainda mais o elo ente todos nós, Governo, FETEMS e o setor educacional para juntos melhorar mais os índices da educação do Estado”, disse o governador durante o encontro.

O reajuste desta quinta-feira integra o acordo firmado no ano passado para assegurar a equivalência do piso estadual para jornada de 20 horas em 78,16% do piso nacional. Segundo o governo, os professores receberão o pagamento do saldo retroativo, referente ao índice de reajuste do piso nacional de 11,36%, o que incrementará mais R$ 10 milhões na folha salarial da categoria neste mês outubro.

Informações fornecidas pela gestão de Azambuja dão conta que o reajuste beneficia 9.147 servidores da educação estadual, e que hoje um salário de R$ 4,7 mil para uma jornada de 40 horas semanais. O impacto do reajuste será de R$ 9 milhões por mês aos cofres estaduais.

O governo ainda garantiu à Federação, que pagará, em fevereiro de 2017, em parcela única o montante referente a 1/3 de hora atividade de 2013, e que pagará em dezembro deste ano o 13º salário integral dos servidores estaduais.

Jornal Midiamax