Política

Gaeco cumpre mandado em escritório que presta serviço à Proteco

Cinco mandados de busca e apreensão são cumpridos

Wendy Tonhati Publicado em 14/11/2016, às 11h45

None
b798c54a-80e2-481b-b91d-e2b59e0bd65b.jpg

Cinco mandados de busca e apreensão são cumpridos

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) cumpre mandado de busca e apreensão no escritório do contabilidade que prestava serviço à Proteco Construções, do empresário, João Alberto Krampe Amorim. 

De acordo com informações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), a operação batizada de Caduceu, tem o objetivo de desarticular um esquema de emissão de notas fiscais frias com o fim de praticar crimes de corrupção, sonegação e lavagem de dinheiro envolvendo profissional de contabilidade e empresas envolvidas na Operação Lama Asfáltica.

No local, as equipes chegaram logo cedo e ainda não saíram do local. O escritório é localizado na Rua Vitório Zeolla no Bairro Carandá Bosque. De acordo com informações, as buscas também são feitas na sede da Proteco, na saída para Trẽs Lagoas.  

A Operação Lama Asfáltica, foi deflagrada em julho do ano passado e, realizou 19 mandados de busca e apreensão na casa de empreiteiros e políticos de Mato Grosso do Sul para investigar, inicialmente, o prejuízo de R$ 11 milhões na construção de obras com recursos federais.

Jornal Midiamax