Política

Fórum dos Servidores vê ‘ameaça’ em fala do governador sobre greve

Governador falou sobre 'responsabilidade' de 'quem faz greve'

Ludyney Moura Publicado em 05/04/2016, às 15h35

None
dedbe009245d37fdc0d78fec5105ed16.img_0962.jpg

Governador falou sobre 'responsabilidade' de 'quem faz greve'

O Fórum dos Servidores Estaduais rebateu a fala do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), cobrando responsabilidade individual diante da possibilidade de greve, que poderá ser deflagrada se as entidades sindicais não aceitarem o reajuste proposto pela administração tucana.

Ao Jornal Midiamax, na tarde de ontem, segunda-feira (4), Reinaldo disse que greve é um direito do trabalhador, mas afirmou que ‘quem faz greve deve também saber de sua responsabilidade’. A fala não repercutiu positivamente entre o Fórum.

“Centenas de servidores entraram em contato com a direção (do Fórum) e entenderam com uma ameaça, em relação à responsabilidade por uma futura greve. Não aceitamos nenhum tipo de intimidação”, afirmou o secretário-geral do Fórum, Cláudio Souza.

A entidade, que alega representar mais de 40 mil servidores e congregar 26 sindicatos e associações, não se mostrou propensa a aceitar o abono salário linear de R$ 200 oferecido por Reinaldo, e fará Assembleia Geral marcada para o sábado (9) com indicativo de greve.

Souza pontua que a direção do Fórum encarou a declaração do governador como ‘desnecessária’ e ‘intimidatória’. Os servidores alegam que estão desde 2014 sem reajuste salarial.

Com a assembleia marcada para sábado, representantes do Fórum já tem encontro marcado com emissários do governador na próxima segunda-feira (11), para comunicar a decisão tomada pela categoria. “Queremos resolver de forma objetiva, sem enrolação”, finalizou o sindicalista. 

Jornal Midiamax