Política

Fetems entrega a Pedro Chaves ofício contrário à reforma do Ensino Médio

Senador do PSC é o relator de MP no Congresso

Ludyney Moura Publicado em 14/11/2016, às 19h18

None
fetems_e_pedro_chaves.jpg

Senador do PSC é o relator de MP no Congresso

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) entregou ao senador Pedro Chaves (PSC), nesta segunda-feira (14), um ofício que elenca motivos contrários à MP (Medida Provisória) que prevê reformas no Ensino Médio.

“A reforma possui um vício incansável de origem, que é a ausência de debate social em torno de suas propostas, muitas das quais inéditas no cenário nacional. Essa MP tem inúmeros problemas, além de sequestrar o debate parlamentar sobre a reforma do ensino médio que vinha sendo feito através do PL 6.840/13”, disse o presidente da Federação, Roberto Botareli.

O senador sul-mato-grossense é o relator da Medida Provisória na comissão mista do Senado Federal, e além da Fetems, tem ouvido representantes de segmentos contrários e favoráveis ao projeto.

“Solicitamos ao senador que atue junto ao governo Temer que reabra o diálogo e faça um debate efetivo sobre assunto, como estava sendo feito. Se essa reforma prosseguir o Brasil está prestes a consagrar uma segregação socioeducacional, confinando a educação dos filhos da classe trabalhadora à educação profissional restritiva de conhecimentos”, frisou Botareli.

Em parceria com a Assembleia Legislativa, o senador Pedro Chaves promove na próxima sexta-feira (18), no plenário da Casa, uma audiência pública para debater a ‘Reforma do Ensino Médio’. O evento será aberto ao público e deve começar às 13h30. 

Jornal Midiamax