Política

Ex-ministro de Dilma é levado para depor em nova fase da operação Zelotes

Guido Mantega foi levado para depor em São Paulo

Ludyney Moura Publicado em 09/05/2016, às 11h31

None
guido_mantega_0087.jpg

Guido Mantega foi levado para depor em São Paulo

A Polícia Federal deflagrou mais uma fase da Operação Zelotes, desta vez em São Paulo, e o principal movimento desta etapa foi a condução coercitiva do ex-ministro da fazenda, Guido Mantega.

A ação da PF investiga, nesta fase, supostas irregularidades cometidas no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), órgão ligado ao ministério que foi dirigido por Mantega, que teria favorecido ilegalmente a empresa Cimento Penha.Ex-ministro de Dilma é levado para depor em nova fase da operação Zelotes

Além do ex-ministro, os agentes cumpriram outros mandatos de condução coercetiva, além de busca e apreensão em endereços que ainda não foram divulgados, tanto em São Paulo, quanto em Brasília.

O MPF (Ministério Público Federal), que solicitou esclarecimentos de Mantega, quer saber se o ex-ministro agiu em favor da empresa Cimento Penha, que foi absolvida pelo Carf de multas que ultrapassavam R$ 100 milhões.

O dono da empresa e o ex-ministro mantém uma relação há cerca de 20 anos, e a policia quer saber se esta relação extrapolou os limites profissionais legais.

Operação

A Zelotes começou há pouco mais de um ano, em março de 2015, e investiga um suposto esquema de sonegação fiscal  que teria dado um prejuízo bilionário aos cofres públicos.

Até agora, os agentes apuram o envolvimento de conselheiros do Carf com escritórios de consultoria e advocacia, para passar informações privilegiadas e defender, sob pagamento de propina, interesses particulares nas pautas do Conselho. 

Jornal Midiamax