Política

Envolvido em caso de violência doméstica, candidato casado admite ‘namorada’

Ele, porém, nega que tenha a agredido 

Jessica Benitez Publicado em 20/09/2016, às 20h57

None
policia.jpg

Ele, porém, nega que tenha a agredido 

Candidato a vice-prefeito de Tacuru pelo PSDB, o mecânico de manutenção Adailton de Oliveira admitiu ter relacionamento extraconjugal após a 'namorada' registrar boletim de ocorrência por violência doméstica. O tucano faz parte da chapa encabeçada pelo PR.

Segundo o relato à Polícia Militar da cidade, a mulher estava em uma lanchonete no último dia 18 quando o postulante a abordou. Os dois entraram no carro e foram para casa dela. No frente do imóvel começaram a discutir e quando a amante tentou sair do carro foi impedida, mordida no braço e acabou no hospital, segundo o boletim de ocorrência.

Ao Jornal Midiamax o candidato negou que tenha mordido. Ele disse que a discussão foi motivada por ciúmes e que “apenas” segurou a perna da moça para impedi-la de descer do veículo. Quanto ao fato de ser casado oficialmente com outra pessoa, explicou que todos têm conhecimento do relacionamento fora do casamento.

“Minha esposa e meus filhos sabem, estou com ela há cinco anos”. Adailton argumenta que a namorada foi induzida por adversários a fazer boletim de ocorrência. “É perseguição política. Nós já estamos bem, estamos até trocando mensagem”. Conta, ainda, que em outra briga a moça foi quem bateu em seu rosto “e nem por isso eu registrei nada”. Pessoas do comitê do PSDB em Tacuru entraram em contato com a redação para dizer que já está tudo bem com a vítima, pois tudo não passou de um "mal-entendido".

Jornal Midiamax