Política

Em foto, Fábio Trad consegue unir irmãos que podem se enfrentar nas urnas este ano

Imagem foi publicada no Facebook

Jessica Benitez Publicado em 29/01/2016, às 19h48

None
trads.jpg

Imagem foi publicada no Facebook

Ao que tudo indica o ex-deputado federal, Fábio Trad, está conseguindo obter sucesso na missão de unir os irmãos ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho (PTB) e o deputado estadual Marquinhos (PMDB). O clima ruim começou depois que o ex-chefe do Executivo não descartou disputar o cargo novamente em 2016.

Desde o final de 2014 Marquinhos pleiteia candidatura à Prefeitura da Capital. À época os irmãos ainda pertenciam ao PMDB, mas Nelsinho regressou ao PTB e Fábio até o momento está sem sigla. No final da manhã desta quinta-feira (28) o ex-parlamentar usou as redes sociais para tentar desfazer rumores de que a família está em guerra.

Em foto ao lado dos irmãos, ele publicou a seguinte mensagem no Facebook. “Semana passada Marquinhos; ontem Nelsinho e hoje os dois. Nossa união incomoda muita gente, mas o que é de Deus, o homem não separa. Bom dia a todos!”. Nelsinho compartilhou a imagem apenas com a palavra “avante”.Em foto, Fábio Trad consegue unir irmãos que podem se enfrentar nas urnas este ano

No último dia 21, Fábio publicou foto com Marquinhos, com o texto: “Este é Marquinhos, irmão de Nelsinho. Eu sou o Fábio, sem (inho), irmão dos dois. Política é assim: uns gostam; outros nem tanto. Faz parte. E vamos em frente…”.

Uma semana depois, o ex-peemedebista voltou a postar imagem, desta vez com Nelsinho, constando basicamente as mesmas palavras: “Este é Nelsinho, irmão de Marquinhos. Eu sou o Fábio, sem (inho), irmão dos dois. Política e assim: uns gostam; outros, nem tanto. Faz parte. E vamos em frente… ‪#‎manosunidos”.

No começo do ano o ex-deputado já havia usado as redes sociais para falar da família, destacando a individualidade de cada Trad. “Tenho quatro irmãos. Cada um vive a sua vida. Virtudes e defeitos. Cada um tem a sua própria personalidade. Cada um é responsável por suas escolhas. Nelson é Nelson. Fátima é Fátima. Marcos é Marcos. Maria Tereza é Maria Tereza. Cada um com a sua idade”, escreveu.

“Cada um com a sua perspectiva. Cada um com a sua dor. Sangue não vira água, mas cada um é dono de sua própria liberdade e por ela é o único responsável. Sou Fábio Trad, um Advogado e Professor. Bom dia a todos!”, finalizou.

Jornal Midiamax