Política

Dois anos após CPI, Câmara faz audiência para discutir atrasos em obras da Homex

Audiência pública acontece no dia 23

Evelin Cáceres Publicado em 18/03/2016, às 13h39

None
homex.jpg

Audiência pública acontece no dia 23

A Comissão Permanente de Cidadania e Direitos Humanos da Câmara de Campo Grande marcou para o próximo dia 23, 14h, uma audiência pública para discutir sobre o atraso e as providências necessárias para entrega dos 272 apartamentos dos residenciais Amoreiras, das Águas, Bem-te-vi e Cuiabá da construtora Homex, no Bairro Jardim Centro Oeste.

Formada pelos vereadores Magali Picarelli, Cury, Coringa, Cazuza e Luiza Ribeiro, a comissão vai discutir sobre a empresa que  foi alvo de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) entre os anos de 2013 e 2014.

As investigações concluíram que a empresa mexicana Homex foi negligente e praticou um golpe premeditado na cidade. Os vereadores ouviram depoimentos de moradores, representantes da prefeitura, Defesa Civil, Caixa Econômica Federal (CEF), sindicatos e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea/MS).

 Segundo as investigações, o contrato inicial da Homex era para construção de 3.200 apartamentos e a mexicana teria recebido mais de R$ 50 milhões para entregar 700 unidades, e mesmo ainda cerca de 300 ainda não foram concluídas. Dos imóveis entregues, muitos apresentaram problemas de acabamento e na rede de esgoto.

Jornal Midiamax