Política

Diagnosticado com câncer de bexiga, Bumlai consegue prisão domiciliar

Decisão partiu de juiz Sérgio Moro

Jessica Benitez Publicado em 18/03/2016, às 20h20

None
bumlai.jpg

Decisão partiu de juiz Sérgio Moro

O pecuarista sul-mato-grossense José Calos Bumlai vai passar ao regime de prisão domiciliar, conforme decisão do juiz Sérgio Moro. Desde novembro ele estava em cárcere em Curitiba devido à Operação Lava Jato e há poucos dias foi diagnosticado com câncer de bexiga, segundo revelou sua defesa. 

De acordo com o advogado Arnaldo Malheiros Filho não ficar na prisão foi recomendação médica porque a doença reduz imunidade, além disso não seria o melhor lugar para receber medicamentos. Ele foi preso sob acusação de intermediar recursos para o PT e de ter atuado em negócios envolvendo a Petrobras.

Ele também é apontado como um dos que ajudaram a reformar o sítio de Atibaia (SP) que o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva diz frequentar. A reforma foi feito em parceria com as empresas OAS e Odebrecht.

Bumlai chegou a confessar que fez um empréstimo de R$ 12 milhões junto ao Banco Schahin em 2004 e transferiu os valores à cúpula petista.

Jornal Midiamax