Política

Descartado como vice, democrata não esconde simpatia por Délia Razuk

Vereador pelo DEM de Dourados foi preterido na chapa do PSDB

Midiamax Publicado em 11/08/2016, às 19h00

None
post_foto_cido.jpg

Vereador pelo DEM de Dourados foi preterido na chapa do PSDB

Um dos principais aliados do PSDB no projeto de eleição do deputado federal Geraldo Resende à Prefeitura de Dourados, município a 228 quilômetros de Campo Grande, o DEM não está plenamente alinhado nessa campanha. Depois de ser descartado como candidato a vice na chapa tucana, o vereador democrata Cido Medeiros chegou a dizer amém para possível vitória da adversária Délia Razuk (PR) nesse pleito.

Popular e com bom trânsito nas periferias, Cido Medeiros obteve 2.108 votos em 2012. Antes das convenções partidárias deste ano, foi um dos nomes indicados pelo deputado estadual Zé Teixeira (DEM) para eventual composição na chapa majoritária do PSDB em Dourados. Mas no dia 5, os tucanos fecharam com Rogério Yuri Farias Kintschev (PSB), indicação do prefeito Murilo Zauith, para vice de Geraldo Resende.

Desde então, o parlamentar democrata tem postado com frequência em sua página no Facebook fotos ao lado de Délia Razuk, colega de Legislativo lançada pelo PR para disputar a prefeitura da segunda maior cidade do Estado. Numa dessas publicações, em resposta a um comentário feito na segunda-feira (8) que profetiza seu nome à presidência da Câmara e o da republicana à prefeitura em 2017, Medeiros escreveu “amém”.

Nessa mesma publicação, questionado por uma seguidora se é o candidato a vice-prefeito de Délia Razuk, o democrata não deixou dúvidas sobre sua preferência nessa disputa pela prefeitura. “Bem que eu queria, mas não pude”, resumiu. Ele vai concorrer à reeleição na Câmara de Vereadores.

No dia 4 de junho, Cido Medeiros teve o trailer que lhe serve como gabinete itinerante vandalizado nas proximidades do Ginásio Municipal Ulysses Guimarães, na Vila Índio. Na ocasião, o parlamentar divulgou fotos das pichações que continham ofensas como “ladrão”, “pilantra”, "nó cego" e "safado”. Ele registrou queixa no dia seguinte, mas não houve novas informações sobre o caso.

PREFEITURA

Nas eleições municipais deste ano, a Prefeitura de Dourados deverá ser disputada por Délia Razuk (PR), Geraldo Resende (PSDB), Renato Câmara (PMDB), Wanderlei Carneiro (PP) e Ênio Ribeiro (PSOL). Esses nomes já foram homologados por seus partidos durantes as convenções e poderão dar início às respectivas campanhas a partir do próximo dia 16.

Pelas composições partidárias, Délia tem como vice Marisvaldo Zeuli (PPS), ex-presidente do Sindicato Rural de Dourados. Geraldo Resende compôs com Rogério Yuri Farias Kintschev (PSB), ex-diretor presidente do Instituto de Meio Ambiente de Dourados. Renato Câmara caminha com Zélia Nolasco (PROS), professora universitária. Wanderlei Carneiro está acompanhado por Benjamin Barbosa (PSL), empresário. Ênio Ribeiro tem a correligionária Vera Alves, líder do movimento sem-terra, na condição de vice.

Jornal Midiamax