Política

Deputados usam o voto para pedir CPI, mandar beijo e até feliz aniversário

Votação ocorre em Brasília

Jessica Benitez Publicado em 17/04/2016, às 20h38

None
marcoreaguui.jpg

Votação ocorre em Brasília

Mesmo com apenas dez segundo para proferir voto ao pedido de abertura do processo de impeachment da presidente da República Dilma Rousseff (PT), deputados federais aproveitaram o momento para falarem dos filhos, netos, amigos e até mesmo para pedir instalação de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) e mandar feliz aniversário para familiares.

Marcos Reategui (PSC-PA) foi um dos únicos que excedeu o limite de tempo. Isso porque ele propôs a instalação de CPI para “limpar o Brasil”. Em seguida votou a favor da saída da petista.  Em voto a favor, por exemplo, Renato Molling (PP-RS) aproveitou, inclusive para parabenizar o aniversário da neta.

Até o momento todos os 513 deputados estão no parlamento, sendo que 342 votos são necessários para o impeachment passar na Casa de Leis.  A bancada sul-mato-grossense teve cinco votos favoráveis e três contrários. 

Jornal Midiamax