Política

Deputada sonha entrar na briga para ser candidata do PSDB

Mara também quer disputar vaga concorrida

Midiamax Publicado em 25/02/2016, às 10h40

None
fernandafranca181120151041_1.jpg

Mara também quer disputar vaga concorrida

A deputada Mara Caseiro (PMB) continua com o projeto de ser pré-candidata a prefeita de Campo Grande. Ela chegou a sair do PTdoB, alegando que não tinha espaço, foi para o PMB, para que ninguém a impedisse, mas agora estuda ida para o PSDB.

Indagada sobre esta possibilidade de abandonar o desejo de candidatura, a deputada disse que a mudança não coloca fim na intenção de ser candidata a prefeita. “Meu projeto para Campo Grande não morre se eu for para o PSDB”, afirmou.

Segundo a deputada, o fato de mudar de partido não a tira da disputa, visto que, ainda  que chegando agora, terá o nome na lista de pré-candidatos do PSDB, que já começou a encomendar pesquisas para escolha do candidato.

A deputada explica que está pensando no convite feito pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e deu prazo até semana que vem para pensar se vai ou não. Ela afirma que a conversa com o PSDB passou por esta condição, de entrar com condições iguais aos demais.  

“Eu me dei o prazo para decidir até semana que vem. Vou ouvir as lideranças que acompanham para tomar uma decisão segura, assim como quando fui para o PMB. Não vou tomar nenhuma decisão isolada ou precipitada, que possa vir a me arrepender”, concluiu.

O PSDB está negociando com alguns deputados e espera ultrapassar o número de deputados do PMDB na Assembleia. Na gestão de André Puccinelli o PMDB reinava na Assembleia e manteve a hegemonia mesmo com a derrota de Nelsinho Trad, que nem foi para o segundo turno na disputa pelo Governo do Estado.

O partido fez sua parte e elegeu seis deputados, mas agora está perdendo espaço para o PSDB, que aos poucos vai encorpando sua bancada. Azambuja conseguiu eleger quatro deputados, mas conseguiu levar Beto Pereira, então PDT. Se cooptar Mara e Maurício Picarelli (PMDB), que estudam propostas, ultrapassarão o PMDB, que ficará com cinco. O PMDB vai perder Marquinhos Trad, de mudança para o PSD e sem Picarelli, ficaria com cinco, visto que Marcio Fernandes chegará para reforçar o time de peemedebistas. 

Jornal Midiamax