Política

Deputada e irmã diz que o empresário João Amorim está tranquilo na prisão

Antonieta está em SP e ele no Centro de Triagem da máxima

Midiamax Publicado em 22/05/2016, às 20h52

None
Foto: Marco Miatelo/Diário Digital

Antonieta está em SP e ele no Centro de Triagem da máxima

A deputada estadual Antonieta Amorim (PMDB-MS) falou sobre a situação de seu irmão, empresário João Amorim, ao Jornal Midiamax neste domingo (22). Segundo ela, a situação em que ele se encontra não é fácil, mas ele está bem, tranquilo e consciente de seus atos. João Amorim está preso no Centro de Centro de Triagem, no complexo do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande desde a última segunda-feira (16).

“Eu sou uma pessoa muito tranquila em relação a isso, por que não conheço o inquérito, mas confio na justiça e sei que vai analisar com toda responsabilidade. Ela tem todas as informações para isso, então eu deixo para a justiça dar a resposta. Fico triste por que vejo muitas notícias com a conotação de julgamento e tenho certeza, segundo a constituição, que ninguém é culpado até que seja julgado, pois tem a presunção da inocência”, disse a parlamentar.

A deputada enfatizou que ele está tranquilo e consciente do que faz e do que fez, sem desespero. “Eu tenho notícia através da família que ele está forte, bem, pois houve notícias de que ele estava em desespero, mas não procede. Ele é uma pessoa bastante forte e está tranquilo, com a consciência também, em paz e sabe o que fez e o que faz. Não é fácil, obviamente, mas ele é uma pessoa bem consciente”, relatou a irmã.

“Acompanho tudo com tranquilidade, sem, problema nenhum. Isso já vinha acontecendo, não é um fato novo, apenas mais uma operação que tenho esperança e muita fé que tudo acabará da melhor maneria possível. Nós não somos pessoas desesperadas. É difícil, ninguém gosta de viver isso, mas o mundo político é isso. Infelizmente no Brasil, tem isso no meio da política e nesse momento está muito latente, com Operação Lava Jato, tanta coisa errada, instabilidade neste meio e impeachment da presidente em andamento. Um momento bem delicado”, concluiu Antonieta.

A deputada encontra-se em São Paulo em tratamento de uma cirurgia de retirada de um aneurisma.

Prisão

João Amorim está preso juntamente com o empresário Flávio Henrique Garcia, o ex-deputado federal Edson Giroto e ex-diretor da Agesul Wilson Roberto Mariano, pela segunda fase da Operação Lama Asfáltica, denominada Fazendas de Lama. Eles estavam cumprido prisão temporária e agora cumprem a preventiva, que é por tempo indeterminado.

Esta segunda fase da operação bloqueou pouco mais de R$ 43 milhões em bens de 24 pessoas, apreendeu dois aviões, um do empreiteiro João Amorim e outro do empresário João Baird, e encontrou na casa dos acusados US$ 10 mil em espécie e um montante em real que ainda está sendo contabilizado pelos agentes da Polícia Federal.

De acordo com o superintende da PF, Ricardo Cubas, do montante de R$ 195 milhões em obras da gestão Puccinelli, na 1ª fase da operação foram identificados desvios de R$ 11 milhões e nesta 2ª fase, mais R$ 33 milhões que teria sido desviados, um total de R$ 44 milhões. Segundo a Polícia, pelo menos 23% de cada empreendimento era desviado pelo grupo, classificado de organização criminosa pela Polícia.

Jornal Midiamax