Política

#debatemidiamax: o debate foi produtivo, afirma Suél Ferranti

"Única candidatura que se diferenciou foi a nossa"

Tatiana Marin Publicado em 17/09/2016, às 17h48

None
90caa205-1237-40c1-844c-c4822c093bd3.jpg

"Única candidatura que se diferenciou foi a nossa"

Após o debate realizado pelo Jornal Midiamax, o servidor público Suél Ferranti, candidato à prefeitura de Campo Grane pelo PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado), conversou com a reportagem e disse que o debate foi produtivo. “Pelo pouco tempo de resposta que nós temos e pelo tempo de televisão que a democracia capitalista burguesa, a avaliação é positiva.”

Suél considerou que a campanha do PSTU se diferenciou. “A única candidatura que se diferenciou foi a nossa, uma candidatura realmente classista socialista, uma candidatura ideológica.”

O candidato afirmou que terminou o debate sem nenhuma mágoa de outros candidatos. “Eles estão fazendo o papel deles. É aquilo que o PSTU sempre diz, o papel deles é esse. O papel do PSTU é tentar desmascará-los em relação à situação. Eles estão prometendo resolver tudo de novo. Daqui quatro anos espero que seja uma garota uma negra ou uma quilombola. Justamente são essas as nossas palavras. Eles tem o papel deles e o nosso papel é tentar reverter essa situação. Através de propostas concretas, de fato classistas e socialistas. Campo Grande para os trabalhadores e as trabalhadoras e o povo pobre dessa cidade”, finaliza ele.

O debate do Jornal Midiamax do 1º turno das eleições municipais de 2016, que aconteceu ontem, nesta sexta-feira (16), reuniu 11 candidatos a prefeito de Campo Grande e durou pouco mais de duas horas. A #debatemidiamax chegou a ficar no Trending Topics do Twitter do país.

Participaram do debate os candidatos que compareceram ou enviaram representantes ao chamamento para realização do evento, Adalton Garcia (PRTB), Alcides Bernal (PP), Alex do PT, Aroldo Figueiró (PTN), Athayde Nery (PPS), Coronel David (PSC), Elizeu Amarilha (PSDC), Marcelo Bluma (PV), Marquinhos Trad (PSD), Rose Modesto (PSDB) e Suél Ferranti (PSTU). Ficaram de fora por não enviar representantes à reunião, Pedro Pedrossian Filho (PMB), Rosana Santos (PSOL), Flávio Arce (PCO) e Lauro Davi (PROS).

Jornal Midiamax