Política

Contrário a aumento de salário, vereador do interior faz postagem sobre projeto

De R$ 3.400 para R$ 5.000

Diego Alves Publicado em 22/12/2016, às 00h30

None
face2.jpg

De R$ 3.400 para R$ 5.000

Os vereadores de Guia Lopes da Laguna, cidade a 232 quilômetros de Campo Grande, irão votar o aumento do próprio salário no próximo dia 27 dezembro. Contrário ao projeto, o vereador Ronaldo Brunet Pereira (PMDB) fez uma postagem sobre o projeto. Atualmente, um vereador da cidade que recebe  R$ 3.400 passaria a ganhar R$ 5.000. 

Ronaldo argumenta que a cidade atualmente passa por uma crise orçamentária e alega que um vereador pode viver normalmente com o atual valor, principalmente por causa do baixo custo de vida da cidade.

Com mais de 85 comentários e 17 compartilhamentos, o vereador chegou a postar o projeto no Facebook. "O momento em que vivemos não é apropriado aumentar o próprio salário", comentou o vereador.

Em Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (21), após manifestação popular, com direito a abaixo-assinado virtual e ameaça de protesto nas ruas, os vereadores de Campo Grande mantiveram o salário que ganham atualmente, de R$ 15.032 mil. Em votação durante sessão extraordinária nesta quarta-feira (21), foram aprovados dois projetos de lei neste sentido. Sendo assim, o texto de 2014 que previa aumento salarial para mais de R$ 19 mil, que passaria a valer em janeiro de 2017, não terá validade.

Na tarde dessa terça-feira (20), o presidente da Casa de Leis, João Rocha (PSDB), chegou a dizer que haveria emenda ao projeto referente ao Legislativo para que o salário ficasse entre R$ 16 mil e R$ 18 mil. O intuito era deixar abaixo dos R$ 19 mil já aprovado em 2014.

Jornal Midiamax