Política

Candidatos fogem de perguntas e trocam acusações durante debate

Sobrou crítica até para o atual prefeito

Jessica Benitez Publicado em 22/10/2016, às 00h56

None
marquinhosdebate2.jpg

Sobrou crítica até para o atual prefeito

@page { margin: 2cm } p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120% }

O deputado estadual Marquinhos Trad (PSD) fez pergunta sobre planejamento urbano para a vice-governadora Rose Modesto (PSDB) durante o primeiro bloco do debate realizado pelo Jornal Midiamax. Ambos disputam a Prefeitura neste segundo turno e o clima mudou entre eles com algumas provocações.

O parlamentar quanto o governo do Estado investiu nesta área em Campo Grande. Como resposta, a tucana voltou a pedir que não haja comparação entre os Executivos, já que a disputa é pela Prefeitura. “A função do governo do Estado pe transferir recursos”, disse.

Em seguida explicou que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) conversou há quase um ano com o atual prefeito Alcides Bernal (PP) para oferecer dinheiro justamente para investir na em mobilidade urbana, mas até o momento, segundo ela, o progressista não respondeu.

Ela considerou a pergunta de Marquinho como “desespero de o tempo inteiro atacar o governo”. Aproveitou para lembrar da gestão do irmão de Marquinhos, Nelsinho Trad (PTB), que administrou a cidade por dois mandatos. ‘Gastou milhões em obras para contenção de enchentes e até hoje, todo ano, se gasta R$ 25 milhões, R$ 28 milhões’, disse.

O deputado, por sua vez, pediu que não fosse comparado ao irmão porque cada um é cada um. Retrucou dizendo que nunca foi prefeito, ao contrário dela que é vice-governadora e pediu votos em 2014. “Campo Grande está esquecida para o governo”.

Por fim, Rose disse que o governo é que está concluindo a obra do Hospital do Trauma que começou há 21 anos e lembrou que nesta semana foram entregues dois andares do Hospital do Câncer com 21 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Jornal Midiamax