Política

Bernal pede suplementação de R$ 6 milhões para repasse à Previdência

Prefeito quer mais dinheiro para a previdência municipal  

Celso Bejarano Publicado em 22/12/2016, às 14h03

None
joao_rocha_vereador.jpg

Prefeito quer mais dinheiro para a previdência municipal

Os vereadores de Campo Grande votam na manhã desta quinta-feira dois projetos enviados pelo prefeito Alcides Bernal, do PP, que está eu seus últimos dias de administração. Num deles, Bernal pede a suplementação no valor de R$ 6 milhões, recurso a ser repassado para o Instituto Municipal de Previdência do município.

O presidente da Câmara, João Rocha, do PSDB, disse que o projeto da suplementação foi levado ontem, quarta-feira (21), para a análise dos vereadores. Rocha disse que a proposta deve ser aprovada sem problemas diante da importância da área que vai captar o recurso.

Tributo

Em outro projeto, a Câmara define a isenção do ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) para as empresas de transporte coletivo. O presidente da Câmara  disse que a proposta será aprovada, no entanto, com prazo definido. Ele afirmou que a isenção vai valer por 90 dias, isto é, até o fim de março. O vereador acha que o tempo é necessário para a análise do prefeito eleito Marquinhos Trad, do PSD, que assume a prefeitura daqui dez dias.

O ISSQN interessa as empresas de transporte coletivo, que reajustaram da tarifa nesta quinta-feira, para 3,55.

Jornal Midiamax