Prefeito vai a Brasília na próxima semana

O prefeito Alcides Bernal (PP) comentou sobre o cenário político nacional, com o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) e ascensão do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), que para ele é uma pessoa próxima ao ex-governador André Puccinelli (PMDB), seu adversário político.

“Sei que o Temer tem muita vinculação com o Andre Puccinelli, e o Andre é um dos mentores deste golpe que foi feito aqui pelos vereadores eu espero que não haja nenhuma interferência (no apoio da União à Capital) e acredito que não vá haver”, frisou Bernal.

O progressista voltou a contrariar o posicionamento nacional de seu partido, que apoio a legalidade da admissibilidade do pedido de impeachment, ao compara o afastamento de Dilma ao que classificou de ‘golpe’ que o afastou da prefeitura em março de 2014.

“Eu como prefeito da Capital tenho que me relacionar bem com todos os governos. Espero que haja paz, harmonia e respeito à constituição, para que possamos ter um pais que trabalhe, produza e se desenvolva. Vou trabalhar com o Governo Federal seja quem for”, frisou.

Bernal também revelou que na próxima semana terá uma audiência em Brasília com representantes do governo Temer, num encontro agendado pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios). “Vou apresentar um relatório situacional de Campo Grande e quais os recursos que temos disponíveis”, finalizou.