Política

Ayache nega apoio a Nelsinho, mas desiste de pré-candidatura a prefeito

Ele pontuou dois motivos para desistência

Jessica Benitez Publicado em 10/03/2016, às 19h49

None
ayache33333.jpg

Ele pontuou dois motivos para desistência

Reeleito à presidência da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) na semana passada,Ricardo Ayache não é mais o pré-candidato à Prefeitura de Campo Grande pelo PSB. Segundo ele, não seria correto deixar os hospitais da Capital e de Corumbá sem conclusão para sair à disputa eleitoral. Além disso, houve apelo familiar para que não concorresse ao cargo.

Ayache nega apoio a Nelsinho, mas desiste de pré-candidatura a prefeitoAyache negou que tenha ofertado apoio ao ex-prefeito Nelson Trad Filho (PTB) e justificou as conversas de bastidores neste sentido alegando que “essas pessoas que serão candidatas gostam de falar porque querem o apoio de todo mundo”. Ainda na tarde desta quinta-feira (10) ele se reúne com a presidente regional do PSB, deputada federal Tereza Cristina, para falar sobre o assunto.

“Os motivos são somente esses dois. Não é certo eu ser reeleito na Cassems e deixar os hospitais sem conclusão. Também foi uma solicitação familiar e só. Não houve nenhum outro tipo de discussão”, esclareceu.

A instrução da executiva nacional é de lançar candidatura própria às prefeituras da capitais, mas, agora, plano B será elaborado em Campo Grande. Antes de sua filiação o nome mais cotado era o da própria dirigente. “Hoje vou conversar com ela e acredito que haverá reunião da executiva estadual para definir o que fazer”, explicou.

O presidente da Cassems ganhou destaque no cenário político em 2014 quando se candidatou ao Senado e ficou em 2° lugar nas urnas. No ano passado ele se desfiliou do Partido dos Trabalhadores justamente para viabilizar plano de se candidatar a prefeito.

Jornal Midiamax