Política

Após ‘ataque’, Bernal publica foto com a mãe e diz que aprendeu a ser respeitador

Vereador disse conhecê-la ‘no silêncio dos edredons’

Evelin Cáceres Publicado em 05/05/2016, às 11h31

None
mae.jpg

Vereador disse conhecê-la ‘no silêncio dos edredons’

“Essa é minha querida mãe, dona Laura. Mulher, exemplo de mãe, honrada e que me ensinou a ser respeitador. Tenho orgulho de ser seu filho, de encontrá-la todos os dias em casa, sempre com aquela palavra de força, me incentivando a seguir firme no caminho do bem”, declarou o prefeito Alcides Bernal (PP) em sua página do Facebook nesta quinta-feira (5).

A publicação foi feita em resposta a declaração do vereador Roberto Durães (PSC) na tribuna da Câmara de Campo Grande, quando disse “conhecer muito bem, ainda mais no silêncio dos edredons,” a mãe do prefeito.

A declaração, usada em tom depreciativo, insinuando que tentava colocar em dúvida a conduta de uma mulher por supostamente ter tido um relacionamento com ela, foi recebida com repúdio pelo prefeito que, segundo correligionários, ficou estarrecido e foi contido quando tomou conhecimento da fala do vereador.

“Não há violência maior para um ser humano do que ver sua mãe ofendida. Prefiro nem comentar a situação. Esse vereador vai responder por esse crime na Justiça”, limitou-se a declarar.

Para chegar ao cargo de vereador, Roberto Santos Durães, que era do PT, contou com a cassação de Thais Helena por compra de votos. Ele mesmo registra que já concorreu a 12 eleições e nunca foi eleito. A reportagem levantou as votações dele nas três últimas para vereador:  em 2004 teve 957 votos. Em 2008, teve 952 votos e em 2012 obteve 1.890 votos, que o deixaram como suplente.

A reportagem do Midiamax falou com Durães e pediu para ele explicar o que disse da senhora de 87 anos. Ele admitiu que nem conhece a idosa e que mentiu ao afirmar na sessão da Câmara que ela o ‘conhecia muito bem, ainda mais no silêncio do edredon’. O vereador ainda se irritou ao ser questionado e disse que a bravata foi uma reação à suposta fala do prefeito que teria chamado a Câmara de ‘local de mau-caráter’.

Jornal Midiamax