Política

Zeca diz que saída da família Trad é começo do fim do PMDB em MS

‘André é bananeira que já deu cacho’

Midiamax Publicado em 16/06/2015, às 10h00

None
40970e93a10b2cd386fad037e3550e8c.jpg

‘André é bananeira que já deu cacho’

O ex-governador e agora deputado federal, Zeca do PT, comentou o conflito envolvendo o  ex-governador André Puccinelli (PMDB) e a família Trad no PMDB. Na avaliação de Zeca, o conflito sempre existiu, mas foi acobertado pelo interesse nos mandatos na prefeitura e governo.

“Sempre existiu, mas está sendo expresso agora. De um lado os Trads com um peso político enorme e do outro o mandonismo e coronelismo do André, que acha que manda em todo mundo”, avaliou.

No entendimento do ex-governador, a saída da família Trad traz um enorme prejuízo ao PMDB, que na avaliação dele, perde grandes lideranças. “É o começo do fim do PMDB no Estado. O André é bananeira que já deu cacho”, concluiu.

A família Trad está de saída do PMDB após a eleição de 2014. Até a eleição só Marquinhos Trad (PMDB) anunciava a saída do partido. Com a derrota nas urnas, Fábio Trad e Nelsinho Trad também ficaram desanimado, por acusarem o partido de traição.

Na semana passada a crise acabou aumentando após declaração de Puccinelli, culpando Nelsinho pela derrota no governo. Na avaliação de Puccinelli, Nelsinho pecou ao não visitar todos os municípios de Mato Grosso do Sul.

Nelsinho não gostou da declaração e publicou resposta a Puccinelli, dizendo que por muitas vezes esteve sozinho na campanha e disparou: “melhor ser traído do que o traidor”. O ex-prefeito ganhou apoio de Fábio, que o aconselhou a deixar de ser humilhado e abandonar o PMDB.

Jornal Midiamax