Política

Vereadores defendem punição se comprovada denúncia contra colega

Vereadores acreditam que legislatura continuará tumultuada

Midiamax Publicado em 18/04/2015, às 11h47

None
cd1e96fcbdff120dd31dedbfccf10e67.jpg

Vereadores acreditam que legislatura continuará tumultuada

Vereadores entrevistados pelo Jornal Midiamax na manhã deste sábado (18) demonstraram preocupação com denúncias de supostos ‘crimes sexuais’ envolvendo políticos em Campo Grande. Eles defenderam punição, caso seja comprovado envolvimento de autoridades públicas no caso.

O vereador Paulo Siufi (PMDB) ponderou que não pode fazer uma avaliação mais profunda porque não sabe muita coisa sobre o caso e tomou conhecimento pela mídia. Ele conta que chegou a ligar para o presidente da Câmara, Mario Cesar (PMDB), que também desconhecia o assunto.

Apesar de não saber bem do que se trata, Siufi defendeu punição e chegou a elogiar a postura de Alceu Bueno (PSL), autor da denúncia que levou o ex-vereador Robson Martins à prisão. “Se chamou a polícia e fizeram a apreensão, ele fez o certo. Se não tem envolvimento e tem uma pessoa extorquindo, não pode ficar refém”, avalia o peemedebista.

O vereador Chiquinho Telles (PSD) tem opinião próxima a de Siufi. Ele explica que estas denúncias acabam gerando desgaste e precisam ser esclarecidas. “Tem que ser apurado e se comprovado a justiça tem que ser feita. Têm que ser punidos com veemência para limpar estas coisas ruins da política”, analisou.

O vereador Paulo Pedra (PDT) não comentou a denúncia em questão, mas disse que o número de polêmicas envolvendo vereadores é proporcional ao aumento do número de parlamentares. Ele acredita que a legislatura será tumultuada até o final. “Muitos são de primeiro mandato e, por isso, cria esta confusão”, declarou.

Jornal Midiamax