Parlamentares ainda estão divididos

O clima é de muita expectativa depois que dois vereadores, Eduardo Romero (PTdoB) e Chocolate (PP), deixaram a base de sustentação do prefeito (PP). A saída da dupla motivou vereadores a fazer reuniões partidárias para definir o futuro.

O PMDB fez reunião no mesmo dia, mas não chegou a nenhuma conclusão. O partido pretende fazer outras reuniões para definir qual posição tomará diante dos problemas apresentados pela atual gestão.

“É um momento de reflexão. O momento exige uma reflexão profunda. Acho que é o momento de haver uma decisão em conjunto do partido”, opinou a presidente municipal do PMDB, vereadora Carla Stephanini.

Enquanto o PMDB se organiza para avaliar o cenário, outros partidos ainda pretendem aguardar o desenrolar da “CPI das Contas Públicas”. O presidente municipal do PRB, Gilmar da Cruz, afirma que não conversou com o colega de partido, Betinho, mas afirma que o partido deve aguardar o desfecho da CPI para se posicionar.

“Ainda não conversei com o prefeito. Faço parte da base, mas tudo tem seu limite. O limite vai até a CPI. Vai depender do que vai acontecer. O limite é este”, justificou o vereador, ressaltando que ainda continua na base.

O vereador Saci é o único representante do PRTB na Câmara e, por enquanto, continua na base de Gilmar Olarte. O vereador ressalta que continuará fiscalizando a gestão, mas na base, votando “o que for bom para Campo Grande”. 

Saiba Mais