Política

Vereadora diz que provará à Câmara não ter falado demais ao Gaeco

Depoimento vazado colocou parlamentar em rota de colisão com colegas

Midiamax Publicado em 10/11/2015, às 15h51

None
luiza_0511_400x300_cmcg.jpg

Depoimento vazado colocou parlamentar em rota de colisão com colegas

A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) reafirmou, nesta terça-feira (10), que não cometeu irregularidade ao, em depoimento no Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), falar sobre a existência de corrupção na política local. Colegas de plenário acionaram a Comissão de Ética da Câmara Municipal de Campo Grande contra ela.

Vereadora diz que provará à Câmara não ter falado demais ao Gaeco“Hoje que tive acesso à peça, é uma questão importante, com a assinatura de oito vereadores. Vou ter a oportunidade de mostrar que em nenhum momento cometi ato infracional que caracterize falta de decoro, vou provar isso para meus colegas”, comentou a vereadora, na sessão desta terça-feira na Câmara.

Desde o vazamento do teor do depoimento, em outubro, a vereadora vem sendo alvo de críticas dos colegas na casa. Até que, na segunda (9), os vereadores Carlão (PSB), Edil Albuquerque (PMDB), Otávio Trad (PTdoB), Gilmar da Cruz (PRB), Edson Shimabukuro (PTB), Coringa (PSD) e Airton Saraiva (DEM) formalizaram pedido à Comissão de Ética, para ouvi-la a respeito.

Jornal Midiamax