Política

Vereador quer evitar fechamento de centro pediátrico com abaixo assinado

Objetivo é conseguir 10 mil adesões

Jessica Benitez Publicado em 14/10/2015, às 21h19

None
_mg_4929_copia.jpg

Objetivo é conseguir 10 mil adesões

Diante da reestruturação do atendimento pediátrico em Campo Grande e a possibilidade do fechamento do antigo Cempe (Centro Pediátrico), o vereador Chiquinho Telles (PSD) pretende coletar 10 mil assinaturas pedindo que a unidade continue aberta. O intuito é sensibilizar o prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP).

“Lá agora tem o nome de PAI (Pronto Atendimento Integrado), localizado na Avenida Afonso Pena. O espaço é uma conquista dos campo-grandenses em especial dos pais e mães que necessitam de atendimento pediátrico para seus filhos. Sabemos que o atendimento em pediatria é um dos gargalos da saúde pública, e o local tem atendido as expectativas de milhares de famílias da Capital”, disse.

O legislador acredita ser possível colocar pediatras tanto nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) dos bairros quanto no centro integrado. Para conseguir o maior número de adesões, ele colocou equipe que leva as folhas de coleta de assinaturas à disposição dos moradores.

Na última sexta-feira (9) Bernal deu fim à polêmica envolvendo o Hospital Pediátrico, e anunciou que centro, será fechado, assim que o projeto de reestruturação do atendimento for implantado nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) da Capital.

Para isso, o SUS (Sistema Único de Saúde) liberou uma verba de R$ 25 milhões, que devem ser usados para melhorar o atendimento pediátrico na cidade. De acordo com o prefeito, as UPAs Vila Almeida, Universitário, e Coronel Antonino, assim como a unidades do Santa Mônica, Leblon e Moreninhas, que ainda estão sendo construídas, serão adaptadas para prestar o serviço, de forma que atendam todas as microrregiões da Capital, além de seis municípios próximos.

Bernal também disse que os leitos neonatais no Hospital Universitário e da Maternidade Cândido Mariano, serão ampliados, e os profissionais passarão por curso de atualização profissionalizante. Ainda foi anunciado a contratação de mais 80 médicos pediátricos.

Jornal Midiamax