Política

“Todo mundo sabia que tinha rolo”, admite vereador sobre escândalo

Para vereador, Câmara não vai ficar de braços cruzados

Wendy Tonhati Publicado em 27/04/2015, às 19h04

None
alceu-bueno.jpg

Para vereador, Câmara não vai ficar de braços cruzados

O vereador Ayrton Araújo (PT) disse na tarde desta segunda-feira (27), que pelos corredores da Câmara Municipal, já era esperado algum escândalo. “Já tinha informação de corredor de que tinha coisa para vir aí. Todo mundo sabia que tinha rolo. Já sabiam o que ia acontecer e hoje é um fato e está na cidade”, disse ao Jornal Midiamax.

Araújo informou que a Câmara está tomando as providências necessárias, pois a população cobra uma atitude e que os desgastes deveriam ser evitados ao máximo. Ele disse que Bueno está acuado, tem direito à defesa como todo ser humano, mas tem que ser julgado.

“Câmara não vai ficar de braços cruzados”, caso o vereador Alceu Bueno, indiciado pela polícia pelo crime de exploração sexual, não se manifeste.

Sobre a possibilidade de outros políticos envolvidos no escândalo, o vereador disse que o suspeito de agenciar as adolescentes terá que apresentar provas e que o episódio desgasta a imagem da Câmara Municipal com a população. “Não quero acreditar nisso. É uma tristeza enorme para a instituição que tem passado por situações constrangedoras”.  

O vereador relatou que na quinta-feira passada (23), a assessoria do vereador Alceu Bueno esteve no local, mas que mesmo sendo ‘vizinhos de porta’ de gabinete, Bueno era um dos vereadores com quem ele tinha menos contato. 

Jornal Midiamax