Política

Servidores do Judiciário Federal voltam a ‘cruzar os braços’

Ontem os servidores já haviam paralisado o trabalho por 24h

Jessica Benitez Publicado em 16/06/2015, às 18h18

None
jusitca.jpg

Ontem os servidores já haviam paralisado o trabalho por 24h

Um dia depois de cruzarem os braços por 24h, os servidores do Judiciário Federal, bem como do Ministério Público da União marcaram o mesmo protesto para amanhã. Novamente o dia será marcado por protesto e assembleia geral da categoria para que seja deflagrada greve geral ou não.

 “O movimento de segunda feira foi um sucesso, pois conseguimos a adesão maciça dos servidores lotados em Campo Grande e muitos do interior. Em Rio Brihante, também houve paralisação geral, permanecendo no trabalho apenas estagiários”, avaliou o coordenador geral do Sindjufe, Eliezer Inácio de Oliveira. Agora o sindicato aposta em maior adesão.

O protesto tem como objetivo conquistar melhores salários e pressionar a aprovação do PLC 28/15 no Senado. Além disso, de acordo com o coordenador jurídico do sindicato, José Ailton Pinto, a categoria protesta contra a insegurança no exercício de suas funções e pede reajuste da indenização de transporte, há mais de uma década estagnada.

“Os Oficiais de Justiça em todo o Brasil estão reclamando de falta de segurança, pois nossa atividade está intimamente ligada com a repressão do Estado contra o particular, seja ele na parte criminal, tributária ou civil”, afirmou. O porte de arma não é permitido à classe.

Jornal Midiamax