Política

Senadores de MS, Moka e Simone votaram para manter prisão de Delcídio

Votação aconteceu ontem no Senado

Midiamax Publicado em 26/11/2015, às 10h33

None
senadores.jpg

Votação aconteceu ontem no Senado

Os senadores de Mato Grosso do Sul, Simone Tebet e Waldemir Moka, ambos do PMDB, votaram pela manutenção da prisão do senador Delcídio do Amaral (PT). Na noite de quarta-feira (25), os parlamentares decidiram manter o senador por 59 a 13 votos e uma abstenção.Segundo a Constituição, prisões de parlamentares que estejam no exercício de seu mandato têm de ser submetidas a análise da casa legislativa a qual ele é ligado. 

A Mesa Diretora opinou pelo voto secreto, mas acabou vencida pela maioria por 52 votos a 20. Delcídio do Amaral foi preso em uma operação da Polícia Federal, depois de autorização do STF (Supremo Tribunal Federal) com alegação de que os senador tentava atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.

Delcídio havia sido citado pelo ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, por suposta participação  em esquema de desvio de recurso para compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. 

Consta que o senador teria até mesmo oferecido possibilidade de fuga a Cerveró em troca de ele não aderir ao acordo de colaboração com a Justiça, revelando as irregularidades da operação. A conversa foi gravada por um filho de Cerveró.

Ontem, os senadores foram procurados pela reportagem do Jornal Midiamax, mas não quiseram comentar a respeito da prisão do senador Delcídio.

Jornal Midiamax