Política

Reinaldo defende políticas públicas, ao invés de redução da maioridade penal

Governador defendeu crianção de políticas para os jovens

Midiamax Publicado em 20/06/2015, às 17h42

None
reinaldo_azambuja_foto_diogo_goncalves_4.jpg

Governador defendeu crianção de políticas para os jovens

Para o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), ao invés de reduzir a maioridade penal de 18 para 16 anos, é preciso investir em políticas voltadas para o jovem, principalmente trabalho de prevenção. Foi aprovado nesta semana, o relatório que reduz para 16 a maioridade, nos casos de crimes hediondos. A proposta, agora, segue para análise do Plenário em 30 de junho.

“Não acredito que simplesmente reduzindo vai ser resolvido o problema de criminalidade”, afirma. Azambuja acrescenta que é necessário investir em políticas de esporte, cultura e lazer, escolas em tempo integral, bem como atividades no outro período em que o aluno não está na escola, como forma de prevenção.

Outros fatores, analisa, também precisam ser levados em consideração, como a reincidência de atos infracionais – o que equivale ao crime cometido pelo adulto – e tipificação do delito.

O relatório, de autoria do deputado Laerte Bessa (PR/DF), foi analisado pela comissão especial criada na Câmara dos Deputados para debater o assunto.  Foram 21 votos favoráveis e seis votos contrários. Depois de passar pelo deputados federais, se aprovada nos dois turnos, a matéria segue para o Senado, que também promove duas votações e retorna para a Câmara dos Deputados.

Jornal Midiamax