Política

“Quadrilha de Olarte deve terminar atrás da grades”, afirma Bernal

Declaração foi dada sobre decisão do STJ

Midiamax Publicado em 25/11/2015, às 13h05

None
bernal_1_0.jpg

Declaração foi dada sobre decisão do STJ

Questionado, sobre a decisão do STJ (Supremo Tribunal de Justiça), que negou o pedido de liminar para trancar a ação que investiga, por meio da Operação Coffe Break, um suposto esquema que resultou em sua cassação em em março de 2014, o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) disse que o vice-prefeito afastado das funções publicas em Campo Grande, Gilmar Olart deve “acabar atrás das grades”.

A declaração foi feita na manhã desta desta quarta-feira (25), durante a inauguração da reforma da UBS (Unidade Básica de Saúde), Estrela Dalva. Ao ser indagado sobre um possível retorno de Olarte à Prefeitura da Capital, Bernal afirmou que não acredita na possibilidade.

“Eu acho impossível que isso aconteça. Primeiro deve-se respeitar a democracia e segundo, está provado que houve crime contra a sociedade e que Campo Grande perdeu muito com isso. Quando eu sai R$ 663 milhões em caixa, quando voltei tinha défict de R$ 210 milhões. Se você conceder esse tipo de situação acabou não dá mais para ter esperança em nada. Então eu não acredito que isso aconteça. O poder Judiciário e Ministério Público estão trabalhando, Gilmar Olarte e a sua quadrilha vão acabar atrás das grades”, frisou.

Decisão –

O STJ negou o pedido de liminar para trancar a ação que investiga, por meio da Operação Coffe Break, um suposto esquema que resultou na cassação de Bernal em março de 2014. Primeiro o pedido foi indeferido pelo ministro Reynaldo Soares da Fonseca, depois, a 6ª Turma rejeitou outra solicitação para trancar outra operação contra a Olarte, a ADNA, em que ele é acusado de corrupção e que tem audiência para depoimentos prevista para o dia 27.

Com isso, Olarte continua fora do cargo e investigado pelo envolvimento nas negociatas apontadas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

Jornal Midiamax