Política

Partido de André ‘libera’ e Marquinhos Trad deve migrar para PSD

Provável destino é o PSD

Jessica Benitez Publicado em 10/11/2015, às 22h12

None
marquinhos_10.jpg

Provável destino é o PSD

Depois de quase um ano protagonizando novela de 'amor e ódio' com o PMDB, o deputado estadual Marquinhos Trad pode sair da sigla sem haver punição como perda de mandato, por exemplo. Em reunião da comissão executiva do PMDB, realizada nesta terça-feira (10), ficou definido que o parlamentar pode migrar para outra legenda. A cúpula quer escolher os possíveis candidatos à disputa do ano que vem e, por isso, concluiu ser melhor haver decisão sobre o caso.

Como base, a executiva usou as manifestações de Marquinhos que afirma ter vontade de lançar candidatura por outro partido. “Fato reiterado em diversas ocasiões e meios de comunicação, mesmo após ocupar funções relevantes indicadas pelo Partido como a Presidência da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa), além das vagas para disputar as eleições nas quais concorreu”, diz em nota o PMDB.

O parlamentar ensaia para deixar a legenda desde o ano passado, mas sempre levava em conta a possibilidade de perder sua cadeira na Assembleia Legislativa. Neste meio tempo os irmão, ex-deputado federal Fábio Trad e ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad já se desfiliaram.

Até então, o PMDB cogitava Marquinhos para tentar a Prefeitura da Capital, ele, porém, dificilmente participava das reuniões e votações do diretório afirmando descordar do modo como o ex-governador do Estado, André Puccinelli, conduz as decisões na legenda.

Jornal Midiamax