Política

Na posse, novo secretário de Educação critica falta de diálogo em greve

"A greve é legítima, mas tem que ver a responsabilidade"

Evelin Cáceres Publicado em 13/07/2015, às 13h46

None
img-20150713-wa0047.jpg

“A greve é legítima, mas tem que ver a responsabilidade”

O novo secretário de Educação Marcelo Monteiro Salomão criticou a falta de diálogo entre a categoria e a Prefeitura durante a posse nesta segunda-feira (13).

Questionado sobre sua opinião em relação à greve, que se arrastou por 45 dias, Marcelo afirmou que não há negociação sem que uma das partes não ceda nenhum pouco. “Aí é imposição. Precisa de um diálogo para poder fazer essa composição. Ambas precisam ceder um pouco, se não ceder não vai ter diálogo. O diálogo precisa ser mais flexível. A greve é legítima, mas tem que ver a responsabilidade de ver o que pode pagar no momento”.

Sobre o cargo, Salomão afirmou que está acostumado com dificuldades. “Talvez se não fosse isso não seria desafio para mim. Nunca na vida dele cheguei a algum lugar que estava fácil. Perco até a motivação quando está tudo arrumado”.

O secretário é advogado, pós-graduado e professor de Direito Civil.  Tem MBA em Gestão Educacional, foi coordenador do curso de Direito da Uniderp e reitor da Faculdade Anhanguera de Cuiabá e Dourados.

Jornal Midiamax