Política

Marun avalia que PMDB deve deixar Governo Dilma e ser independente

Para deputado governo deve reduzir ministérios 

Midiamax Publicado em 01/07/2015, às 20h38

None
carlos_marun-gw1.jpg

Para deputado governo deve reduzir ministérios 

Ao analisar a pesquisa do Ibope onde apenas 9% dos entrevistados analisaram o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) é ‘ótimo ou bom’ o deputado federal, Carlos Marun (PMDB), disse na tarde desta quarta-feira (1º de julho) que o partido deve deixar o governo. Segundo Marun, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) já sabe dessa posição e a maioria da bancada peemedebista é a favor.

“O Governo tem dificuldade e as dificuldades estão crescendo, eu sinceramente defendo com muita traquilidade que o PMDB se afaste do Governo Dilma”.

Marun analisa que o partido entregue os ministérios que ocupa e também as secretarias. Ainda segundo o deputado, o vice-presidente deve deixar a coordenação política do Governo Federal. “É o que eu defendo hoje internamente no partido. Não é só fato de estar mal e sim o fato de não vislumbramos perspectivas de que possa melhorar”.

Ainda de acordo com o deputado federal, a baixa aprovação do Governo tem relação com as poucas atitudes de redução de gastos do Executivo Federal. “Não aceita a tese de redução de ministérios, exige um sacrifício da população que ela mesma não faz e não se dispõe a fazer”.

O peemedebista analisa que além de reduzir o número de ministérios também deve diminuir os cargos comissionados para começar a ter uma situação melhor sobre a população. “A primeira coisa que tem que fazer é reduzir os ministérios e demonstrar uma intenção posição positiva de economia”.

Para Marun o PMDB não deve apenas deixar o Governo, mas também ser independente para analisar propostas e não fazer oposição. “Temos que ter independência para analisar as proposta e votar de acordo com o que nós defendemos melhor para o país. Acredito que a maioria da bancada do PMDB também acha isso”, concluiu.

Pesquisa

A pesquisa do Ibope foi divulgada por diversos sites nacionais. De acordo com o UOL a pesquisa mostra que 9% dos entrevistados consideravam o governo Dilma como “ótimo ou bom”. A pesquisa indica ainda que 21% dos entrevistados avaliam o governo como “regular” e 68% dos entrevistados classificam o governo como “ruim ou péssimo”.

Na pesquisa anterior, divulgada em março de 2015, o percentual dos entrevistados que avaliavam o governo como “ótimo ou bom” era de 12%. Os que classificavam o governo como “regular” totalizavam 23% e os que avaliavam o governo como “ruim ou péssimo” somavam 64%.

Jornal Midiamax